Declaração final – V Fórum Humanista Europeu

18.05.2018 - Madri, Espanha - European Humanist Forum 2018

This post is also available in: Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Alemão, Grego

Declaração final – V Fórum Humanista Europeu

Estimados amigos e amigas, encontrámo-nos aqui em Madrid, nos dias 11 a 13 de maio de 2018, num momento de extrema preocupação, tanto pela situação social em que a violência cresce e a vida se torna mais difícil cada dia que passa, como pela situação interna dos seres humanos. A falta de sentido e a falta de fé na possibilidade de mudança do estado das coisas leva à desesperança, à intolerância, ao niilismo, à violência interna e ao suicídio, em muitos casos.

Porém, diante desta situação, comprovámos neste fórum que se está a construir outra realidade em paralelo, que o discurso “oficial” esconde: pudemos ver exemplos, amostras, dessa Nação Humana Universal, que não está apenas no futuro, mas que já hoje se está a tornar realidade e que pudemos sentir entre nós nestes dias.

Nas 21 mesas de trabalho, em que participaram mais de 600 pessoas de 40 países, trocámos ideias sobre um leque de temas quase impossível de sintetizar – ainda que o tentaremos fazer nas próximas semanas -, publicando-as no sítio do fórum na Internet e num livro que prepararemos logo que possível.

No decurso deste fórum procurámos em todos os momentos aquilo que nos une a partir da diversidade, com a compreensão de que os problemas não se podem resolver isoladamente, mas sim pelos esforços intencionais e numa direção convergente de toda a gente do mundo que se sente humanista.

Contudo, o que foi que nos uniu nestes dias intensos? E como irradiará para o futuro a experiência deste fórum?

Vimos que a essência de “o que nos une” é considerar o ser humano como máximo valor por cima do dinheiro, do Estado, da religião, dos modelos e dos sistemas sociais. É impulsionar a liberdade de pensamento. É propiciar a igualdade de direitos e a igualdade de oportunidades para todos. É reconhecer e alentar a diversidade de costumes e culturas. É opor-se a toda a discriminação e consagrar a resistência justa contra todas as formas de violência física, económica, racial, religiosa, sexual, psicológica e moral.

O mundo em que vivemos hoje está numa encruzilhada em que se necessita de novas respostas e uma nova consciência. Hoje é preciso procurar o bom conhecimento. Quando este avança, a dor e o sofrimento que os seres humanos sentem, retrocede. O bom conhecimento leva à justiça, leva à reconciliação. O bom conhecimento leva também a reconhecer o sagrado na profundidade da consciência humana.

Une-nos a não-discriminação de outros pela sua religião ou a sua irreligiosidade e também a liberdade de proclamar, ou não, a própria espiritualidade e crença na imortalidade e no sagrado. A reivindicação, uma vez mais, da milenar regra de ouro, que tem acompanhado o ser humano nos melhores momentos da sua história e que proclama: “trata os outros como queres ser tratado”. Por último, une-nos a aspiração de uma nova cultura de reconciliação e não-violência.

Amigos, amigas, o trabalho deste fórum não termina hoje neste ato de encerramento, isto foi simplesmente um momento de síntese. As diferentes iniciativas e propostas que acabámos de escutar continuam na direção apontada por este fórum e levam-nos a projetar outro momento de síntese num futuro não tão longínquo.

Assim, é com muita alegria que podemos anunciar hoje que este fórum se reunirá novamente dentro de dois anos.

Para tanto, propomos a cidade de Roma, nos dias 12, 13 e 14 de junho de 2020.

Para todos, paz, força e alegria!

Categorias: Europa, Humanismo e Espiritualidade, Internacional
Tags: ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.