Todos em defesa do Ensino de Filosofia e do pensamento crítico nas escolas

10.09.2020 - Rio de Janeiro, Brasil - Redação Rio de Janeiro

Todos em defesa do Ensino de Filosofia e do pensamento crítico nas escolas

A defesa do ensino de Filosofia nas escolas é a pauta do documentário “Ensino de filosofia: em defesa do pensamento crítico”, produzido pelo coletivo audiovisual Linhas de fuga e dirigido pelo professor de Filosofia e documentarista Diego Felipe Souza, assim como professor de Filosofia, Teoria da Comunicação e cineasta Vladimir Santafé. Depois de 10 anos presente no Ensino Médio, o ensino de Filosofia e Sociologia estão ameaçados por reformas retrógradas e acríticas promulgadas por governos que só pensam no lucro e em manter o controle sobre a população. A Filosofia despertou muitas “mentes e corpos”, confrontando-os com a “Matrix” que nos molda como um “rebanho para o abate” do grande capital e das ideologias reacionárias que impedem o ser humana de pensar e se desenvolver em sua plenitude, mas agora, forças obscuras e genocidas, encarnadas na extrema-direita brasileira, projetos políticos proto-fascistas, tais como o “Escola Sem Partido”, dentre outras aberrações criadas pelos bolsominions, querem o seu fim e a sua “morte simbólica”, mas nós não vamos nos render!

Desde sua origem, o ensino de Filosofia esteve envolto em polêmicas. No período clássico, durante a antiguidade grega, o filósofo Sócrates foi julgado e condenado à morte por supostamente estar corrompendo a juventude com seus ensinamentos. Muitos outros pensadores que se dedicaram à filosofia e seu ensino também foram perseguidos e atacados das mais diferentes maneiras na história, tal como Spinoza, o filósofo da potência dos afetos, que guardou até o dia de sua morte o casaco com a marca da facada que quis tirar sua vida. Uma mostra da do que pode o pensamento. Spinoza, Sócrates, Marx, Angela Davis, Hanna Arendt, dentre outros, foram perseguidos, presos, condenados por questionaram o poder e defenderem suas ideias de forma intransigente. Em nosso país, durante o período da ditadura militar, intelectuais e militantes políticos, muitos filósofos dentre eles, foram censurados, torturados, exilados, presos. A Filosofia foi retirada das escolas, dando lugar a disciplinas voltadas ao controle moral e político dos indivíduos, como Moral e Cívica. E mesmo depois do período de redemocratização do país, o ensino de Filosofia tardou a se firmar nas redes escolares, se efetuando de fato com a lei n.º 11.684/08 que instituiu a obrigatoriedade das disciplinas de Filosofia e Sociologia nas três séries do currículo do Ensino Médio em todo país.

Trailer do filme. Captura de tela.

Hoje vivemos um cenário político conturbado, a ditadura militar está praticamente de volta ao poder por meios democráticos, um estranho arranjo político de um país desigual, elitista e neoescravocrata que, em meio a uma crise social, política e econômica sem precedentes, elegeu um governo que pretende implementar uma política de austeridade econômica que restringe o amplo investimento em áreas sociais, o que impacta diretamente a educação, além da defesa ideológica de ideais conservadores e autoritários, baseados em preconceitos religiosos e delírios neofascistas, um cenário que não permite o desenvolvimento das ciências, das artes e da própria filosofia. O pensamento neoliberal dominante nas gestões governamentais, além da defesa de preceitos morais conservadores e doutrinários defendidos pelo atual governo, impulsiona um olhar tecnicista que desfavorece de forma utilitarista e economicista o ensino de humanidades, fundamentando um projeto educacional focado exclusivamente no preparo para o mercado de trabalho. Neste contexto conturbado e extremamente perigoso para a liberdade de expressão e do livre pensamento, se dá a reforma do ensino médio que acaba com a obrigatoriedade do ensino de Filosofia nas escolas, ameaçando a sua presença nas grades curriculares. E para completar, surge no horizonte o famigerado projeto Escola sem Partido, que visa censurar e criminalizar os educadores, atacando as iniciativas de formação voltadas para a reflexão crítica dos problemas sociais, políticos, econômicos e culturais que enfrentamos em nossa realidade. Nesse sentido, é essencial defendermos aquilo que nos move, que nos impulsiona para além da caverna e das sombras que nos aprisionam, como escreveu Platão, isto é, a Filosofia em sua relação com a vida e a potência que emana de seu pensamento.


Produção e Realização: Linhas de Fuga e Bantu Comunicações | Direção de: Diego Felipe Souza e Vladimir L. Santafé
Estreia: 15 de outubro no
Bombozila.

Categorias: Ámérica do Sul, Educação
Tags: , , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Search

Whatsapp

Pressenza Whatsapp

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.