Práticas simples podem transformar o medo e a angústia em calma e bem-estar

22.04.2020 - Sao Paulo, Brasil - REHUNO - Red Humanista de Noticias en Salud

This post is also available in: Espanhol

Práticas simples podem transformar o medo e a angústia em calma e bem-estar
(Crédito da Imagem: Erica Naomi)

Rehuno continua uma série de artigos para divulgar práticas simples que ajudam a superar o sofrimento e experimentar alegria e bem-estar. Queremos ajudar a todas as pessoas que queiram avançar no Autoconhecimento aproveitando essa situação excepcional que estamos vivendo. Os exercícios estão expostos no livro “Autoliberação”, de Luis Ammann, são baseados na Psicologia do Novo Humanismo e estão pensados para que as pessoas que os praticam possam experimentar bem-estar, paz e compreensão das situações e com isso ajudar a outros no mesmo sentido.

É importante compreender que o medo, a angústia, ou o pânico, são sentimentos que experimentamos no corpo. Portanto, este medo, não é algo que possa ser superado com uma explicação ou uma leitura por mais desenvolvida que esta seja. Necesitamos “fazer algo” na prática que opere no mesmo nível interno que o sentimento negativo.

Aqui trazemos uma prática extremamente útil e que apresenta resultados muito rápidos quando realizada corretamente.

Bombardeio de imagens

É fato que os meios de comunicação frequentemente nos bombardeiam com imagens todos os dias. Desde o início da pandemia estamos ainda mais expostos a imagens muito dolorosas para toda a humanidade. Reconhecemos na nossa memória cultural, social e pessoal o medo da doença, da solidão e da morte. Agora é parte do nosso cotidiano lidar com essas imagens que nos levam exatamente a esses medos tão profundos e isso nos gera ansiedade, tristeza, pânico e desespero.

As imagens vêm de fora e também temos nossas imagens internas. Toda imagem gera uma emoção e uma tensão física. Por isso, não é possível querer trocar uma emoção, sem trocar a imagem e sem desfazer a tensão física, a prática não dará resultado. Frequentemente queremos nos sentir melhor e por mais que nos esforcemos em nos sentir melhor, se as imagens negativas não forem substituídas, não mudaremos nosso sentir e não poderemos relaxar nossa tensões.

Essa técnica permite primeiramente investigar quais são as imagens que passam pela nossa cabeça, identificar quais delas são perturbadoras e finalmente substituir essas imagens negativas por outras positivas, mudando também a emoção e a tensão corporal.

A seguir apresentamos os 3 passos desse exercício de conversão de imagens.

Sempre antes de começar, recomendamos que você faça o exercício de relaxamento apresentado neste link (https://www.pressenza.com/es/2020/04/practicas-de-relajacion-en-tiempos-de-confinamiento/)

Exercício 1- Imagens Livres

Depois de realizar o relaxamento externo, interno e mental, com os olhos fechados deixe as imagens aparecerem livremente.

Observe as imagens que vão passando pela sua cabeça. Podem aparecer situações da vida diária, imagens do relacionamento com outras pessoas, imagens de seu trabalho, imagens de seus amigos, de seus parentes, preocupações com a situação atual. Observe como algumas delas causam desconforto, tensão muscular especial. Perceba quais são essas imagens que geram desconforto e, após o exercício, tome nota delas, sem tentar trabalhar com essas imagens ainda. Simplesmente deixe-as correr em sua mente e observe aquelas que lhe causam estresse especial.

Abra os olhos e tome nota de quais imagens estão causando tensão em você e em que parte do corpo as tensões são mais fortes e que emoção elas te geram.

A seguir daremos um exemplo:

Suponha que investigando as imagens que se repetem nos seus pensamentos, você percebe que imaginar você ou algum familiar querido precisando de auxílio médico e tendo dificuldades de conseguir, te gera angústia e você percebe um nó na região do estômago e tua respiração fica mais curta. Você deve anotar a “cena”, qual a emoção e qual o local da tensão.

Nos passos seguintes poderemos trabalhar com isso, esse primeiro passo é somente observar e tomar nota.

Exercício 2- Direção das Imagens

Prossiga como no exercício anterior. Após um bom relaxamento, deixe as imagens correrem livremente. Procure aquelas que causam tensão muscular específica. Quando uma dessas imagens aparece claramente, visualize-a bem e perceba onde se localiza a tensão muscular correspondente a essa imagem. Então, sem esquecer essa imagem, mantendo-a em sua mente, relaxe seus músculos. Relaxe-os completamente até que você possa visualizar a imagem novamente, mas sem sentir tensão.

Tente uma, duas, três vezes. Deixe suas imagens rodarem. Preste atenção para aquelas que lhe causam estresse especial. Detenha essas imagens estressantes e comece a relaxar profundamente, até que essas mesmas imagens deixem de colocá-lo em uma situação tensa.

É importante que você treine este exercício várias vezes. Se possível, aplique-o na vida cotidiana ou naqueles poucos minutos de reflexão que você faz antes de dormir todas as noites.

Exercício 3- Conversão de Imagens Tensas Cotidianas

Agora, trabalharemos na conversão dessas imagens que geram sofrimento.. Essa prática é baseada no que foi explicado sobre a capacidade das imagens de criar tensão muscular e também na capacidade de ajudar a relaxar.

Se você trabalhou as lições anteriores corretamente com suas imagens, entendeu completamente essa verdade. Você sabe por experiência própria que situações da vida cotidiana criam uma tensão especial para você.

Quando você revisar isso minuciosamente, comece após um relaxamento profundo a lembrar dessas situações.

Pare as imagens. Mantenha as imagens que você vê em situações difíceis e gradualmente comece a relaxar seus músculos. Mas agora adicionando algo muito importante: adicione novas imagens que tornem a situação favorável.

No exemplo que demos acima, você pode imaginar, por exemplo, você ou algum familiar precisando de ajuda médica e uma equipe médica atenciosa e sorridente que recebe vocês. Coloque elementos que transformem o espaço que você se encontra em um lugar aconchegante. Coloque luz, mude cores, enfim, experimente trabalhar com as suas imagens.

Perceba que mesmo nas situações difíceis, alguns aspectos positivos podem ser apreciados. Se você transformar as situações ou imagens dessas pessoas em algo positivo e, ao mesmo tempo, relaxar profundamente seus músculos, terá grandes avanços.

Repita este exercício de conversão de imagens várias vezes, inclusive quando perceber que está assustado e alterado. É possível que uma imagem precise ser convertida mais de uma vez até perder carga, nesse caso, vai-se aprofundando até conseguir transformar a imagem e consequentemente as emoções e tensões.

Se quiser mais informações, aqui você pode ler uma entrevista com Luis Ammann autor do livro “Autliberação” https://www.pressenza.com/es/2020/03/entrevista-a-luis-amman-autor-del-libro-autoliberacion/

Se quiser saber mais sobre Psicologia do Novo Humanismo https://www.pressenza.com/es/2019/12/hacia-una-psicologia-del-nuevo-humanismo/

 

Categorias: Humanismo e Espiritualidade, Internacional
Tags: , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Pesquisa

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.