Festa de Yemanjá se torna Patrimônio Cultural de Salvador

02.02.2020 - Mídia NINJA

Festa de Yemanjá se torna Patrimônio Cultural de Salvador
(Crédito da Imagem: Mídia NINJA)

Por Mario Utida 

Em 2020, a Festa de Yemanjá, celebrada no dia 2 de fevereiro, torna-se Patrimônio Cultural da cidade de Salvador. O reconhecimento desta tradicional festa aconteceu neste sábado, dia 1º, na colônia de pescadores do Rio Vermelho. A aprovação ocorre através da Fundação Gregório de Mattos (FGM), ligada à Prefeitura de Salvador. O objetivo é implementar ações junto aos pescadores para preservar toda a tradição da festa, que é celebrada desde a década de 1920.

As baianas do acarajé de Salvador têm uma participação importante nesse processo. Elas já são reconhecidas como patrimônio imaterial nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e também no Estado da Bahia. A coordenadora nacional da Associação Nacional das Baianas do Acarajé (Abam), Noélia Pires da Silva, 61 anos, explica que a Festa de Yemanjá é importante ao candomblé porque é a única festa que não há sincretismo religioso com outros santos católicos, como por exemplo, a festa de Santa Bárbara, que é ligada a Yánsàn e a do Senhor do Bonfim, ligada a Oxalá. “A Festa de Yemanjá é a única que é estritamente ligada a religião do candomblé. Ela é pura”, diz.

Noélia também explica sobre a importância de Yemanjá para o candomblé. “Yemanjá é a Orixá que cuida e protege o nosso ori, nossa cabeça”.

A preparação começa dias antes nos terreiros de candomblé, com as filhas de santo e as baianas, que preparam os balaios com os presentes que são levados ao mar pelos pescadores.

Foto: Mario Utida / Mídia NINJA

Tradição

A tradição da Festa de Yemanjá começou por um pequeno número de pescadores do Rio Vermelho, na Bahia, que resolveu presentear a “Mãe das Águas” para pedir fartura de peixes e mar tranquilo. A tradição cresceu e na década de 1950 foi oficializada como Festa de Yemanjá.

Atualmente, a festa recebe cerca de 700 mil pessoas no dia 2 de fevereiro, na praia do Rio Vermelho, e atrai pessoas de toda parte do país e do mundo.

Foto: Mídia NINJA

Programação

Os festejos iniciam neste sábado (1º) com a abertura do caramanchão montado ao lado da Casa de Yemanjá, na praia do Rio Vermelho. O caramanchão é um barracão ornado onde os devotos depositam os presentes que, no dia seguinte, serão depositados no mar pelos pescadores.

Às 5h da manhã do dia 2 está programada a queima de fogos. A procissão para entrega do presente principal, com os milhares de balaios dos devotos, será a partir das 15h30.

Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia
Tags: , , , ,

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

Search

Whatsapp

Pressenza Whatsapp

Informe Pressenza

Informe Pressenza

Caderno de cultura

Caderno de cultura

O Princípio do fim das armas nucleares

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Canale YouTube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

xpornplease pornjk porncuze porn800 porn600 tube300 tube100 watchfreepornsex

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.