Passe livre para estudantes de cursinhos populares

08.05.2018 - Redação São Paulo

This post is also available in: Espanhol

Passe livre para estudantes de cursinhos populares

A Frente de Cursinhos Populares de São Paulo organizou um debate na sede dos sindicato dos professores estaduais de São Paulo para discutir a necessidade do passe livre estudantil para os estudantes dos cursinhos populares.

Uma das principais questões levantadas foi as dificuldades que os alunos dos cursinhos têm para se locomoverem e chegarem até as instituições de ensino. Mesmo sem ter que pagar mensalidades, gastos com o transporte e a alimentação são barreiras que impedem estudantes de acessarem tais espaços de aprendizagem.

O Projeto de Lei 508/2016 busca estabelecer a tarifa 0 para estes alunos. Os cursinhos populares fazem mais do que apenas treinar seus alunos para os vestibulares (ENEM, FUVEST, e etc). São espaços onde se estimula o debate, a reflexão sobre a vida. Não são raros os casos de discentes que tiveram sua visão de mundo transformada após o contato com os cursinhos populares. Que promovem um outra proposta de educação. Uma educação emancipadora.

Por conta disso, é importante facilitar o trânsito das alunas(os) a tais lugares, via isenção de tarifas e também via bolsas em dinheiro para custear gastos com comida e livros, por exemplo.

Categorias: Ámérica do Sul, Educação
Tags:

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.