Alunos e Professores da Estácio Resistem a Demissão em Massa

07.12.2017 - Redação São Paulo

Alunos e Professores da Estácio Resistem a Demissão em Massa

Após a notícia de que mais de 1000 docentes foram demitidos  neste mês da universidade Estácio para posterior contratação do mesmo número de professores em janeiro, porém pagando um salário inferior aos mesmos, alunos e ex-alunos da universidade estão organizando uma passeata contra mais um corte de direitos promovidos pelo Governo Temer. 

Leia também “Reforma Trabalhista em Vigor – Os Primeiros Impactos do Retrocesso”

A reforma trabalhista entra em vigor, com ela diversos casos de demissões e rebaixamentos de salários que estão sendo noticiados. Um dos casos mais emblemáticos foi o do corte nos salários de funcionários de uma rede de supermecado do estado do Rio de Janeiro.

A notícia da demissão de mais de 1000 professores para a contração do mesmo número em condições salariais inferiores é apenas a ponta do iceberg de uma avalanche de casos que virão com mais um golpe. A reforma trabalhista prevê uma série de alterações na legislação trabalhista, que impactarão significativamente as camadas mais sensíveis da sociedade brasileira, as trabalhadoras e os trabalhadores pobres.

Os discentes e professores lançaram as hashtags –

#EuNaoIndicoEstacio #tiraamãodomeuprofessor #ContraEstácio #DemissãoemMassaNão

Caso queira saber mais sobre o evento, clique NESTE LINK.  

Se você tiver relatos de casos envolvendo a reforma trabalhista, escreva um post com texto ou vídeo usando a hashtag #meusdireitosgolpeados.

Categorias: Ámérica do Sul, Política
Tags: , , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Apresentação de vídeo: O que é a Pressenza

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.