Madeireira e três pessoas são condenadas a pagar mais de 10 milhões por desmatamento

15.03.2017 - Pará, Brasil - Redação São Paulo

Madeireira e três pessoas são condenadas a pagar mais de 10 milhões por desmatamento
Fraude foi descoberta por operação deflagrada pelo Ministério Público Federal. (Crédito da Imagem: Nelson Feitosa/Ibama)

Por Graziele Bezerra/Radioagência Nacional/Brasil de Fato

Réus foram responsáveis pela participação no comércio ilegal de quase 10 mil metros cúbicos de madeira

Uma madeireira e outras três pessoas foram condenadas a pagar uma indenização de mais de R$ 10 milhões por desmatamento no Pará. Os condenados também terão que reflorestar cerca de 170 hectares de área desmatada, dimensões que equivalem a 170 campos de futebol.

Segundo informações da AGU – Advocacia Geral da União, os réus foram responsáveis pela movimentação de créditos da madeireira no sistema referente a comercialização ilegal de quase 10 mil metros cúbicos de madeira.

A manobra fraudulenta concedia créditos florestais fictícios a diversas empresas, além de emitir Documentos de Origem Florestal para acobertar o transporte ilegal de madeira.

A fraude foi descoberta pela Operação Ouro Verde II, deflagrada em 2007, pelo Ministério Público Federal.

Ouça a matéria:

Categorias: Ámérica do Sul, Direitos Humanos, Ecologia e Meio Ambiente
Tags: , , , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Apresentação de vídeo: O que é a Pressenza

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.