Peritos começaram a destruir arsenal químico na Síria

07.10.2013 - Radio Moçambique

Peritos começaram a destruir arsenal químico na Síria
(Crédito da Imagem: Foto: EBC)

Uma equipe internacional especializada no desarmamento químico iniciou neste domingo a destruição de armas químicas sírias e das instalações onde são produzidas, declarou uma fonte do processo.

Segundo a mesma fonte, membros da missão conjunta da Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) e as Nações Unidas chegaram a um sítio onde “começaram a verificação e a destruição” das armas.

Os inspectores da OPAQ estão desde dia 1 na Síria para aquela que é a mais arriscada e difícil missão que já desempenharam: eliminar o arsenal sírio em apenas nove meses, enquanto prossegue a guerra civil que destrói o país. E, ainda que a tarefa se revele afinal possível, em nada mudará o desenrolar de um conflito que, segundo um último balanço, fez mais de 115 mil mortos.

“Hoje é o primeiro dia em que vão ser destruídas armas”, disse a fonte da OPAQ à AFP. “Veículos pesados vão passar por cima de ogivas de mísseis, bombas aerotransportadas e unidades móveis e estáticas para misturar os ingredientes dos agentes químicos”.

O regime de Bashar Al-Assad, segundo Washington, tem vários agentes químicos prontos a usar como armas, como sarin, gás VX e gás mostarda, e ricina. A destruição destes produtos químicos nunca é fácil nem rápida, mas neste caso há uma efectiva pressão sobre os peritos internacionais de desarmamento para agirem rapidamente – têm um prazo até meados de 2014.

Segundo o New York Times, será em Novembro que arrancará em a destruição das armas químicas sírias sob supervisão internacional, usando meios que podem ser apenas mecânicos, como agora. Mas quando começar a funcionar o sistema de destruição desenvolvido pelo Pentágono para neutralizar grandes quantidades de químicos transportados para fora da Síria é que o desarmamento começará a sério.

Este sistema, que será instalado noutro país que não a Síria, converte os agentes químicos perigosos noutros compostos que não podem ter uso militar por um processo chamado hidrólise, ou seja, mistura-os com água e outros químicos, e aquece-os.
O Pentágono diz que este sistema pode começar a ser operado dez dias depois de ser transportado para uma nova localização, diz o New York Times, e será útil para neutralizar a grande quantidade de químicos precursores de armas químicas que a Síria tem armazenados.

Categorias: Assuntos internacionais, Oriente Médio
Tags: , , , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.