Mais de 100 mil protestam em Belo Horizonte com repressão policial

23.06.2013 - Pressenza IPA

Mais de 100 mil protestam em Belo Horizonte com repressão policial
(Crédito da Imagem: Foto: Agencia Brasil)

 

Neste sábado, 22/06 uma grande manifestação próxima ao estádio dos jogos da Copa da Confederações foi duramente reprimida pela polícia, com um grande aparato repressor. Como de costume, as estimativas da polícia em número de manifestantes foi de no mínimo metade dos presentes. Alguns manifestantes, também como de costume, aproveitaram a multidão para atirar pedras na polícia que reagiu com excessiva violência.

veja abaixo matéria da Agência Brasil com o título desfavorável aos manifestantes, em sua grande maioria pacíficos: “Manifestantes entram em confronto com a polícia em Belo Horizonte”

Por Luciene Cruz Repórter da Agência Brasil

Brasília – O protesto que tomou conta de Minas Gerais hoje (22) acabou em confronto da polícia com manifestantes. Policiais da cavalaria usaram spray de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar a multidão, que chegou a cerca de 66 mil pessoas, segundo estimativa da PM.

A manifestação ocorre do lado de fora do Mineirão, onde houve o jogo entre Japão e México, pela Copa das Confederações. O protesto transcorria em clima pacífico até que chegaram ao limite estabelecido pelo cordão de isolamento da PM próximo ao estádio. O confronto começou quando manifestantes atiraram pedras na direção dos policiais.

A saída do estádio Mineirão está complicada por causa do confronto entre a PM e manifestantes. Os torcedores têm dificuldades para deixar o local e ingressar nos terminais de ônibus.

A situação ficou fora de controle na Avenida Antônio Carlos, esquina da Avenida Abraão Caram. Alguns manifestantes colocaram fogo em objetos, depredaram e saquearam uma concessionária localizada na avenida.

Os manifestantes se reuniram na Praça 7, no centro de Belo Horizonte, desde as 10h da manhã. O evento foi organizado principalmente por meio das redes sociais.

O protesto de hoje é o sétimo realizado na capital e há uma série de reivindicações que inclui passe livre no transporte coletivo, melhoria na saúde e educação, pedidos para a saída do senador Renan Calheiros da Presidência do Senado e repúdio à Proposta de Emenda Constitucional 37/2011, a chamada PEC 37, que limita o poder de investigação do Ministério Público.

Segundo o advogado Thiago Coacci, que participa das manifestações, “esse foi o pior confronto entre os protestos que fizemos aqui em Belo Horizonte. A polícia veio com um aparato muito forte”. O integrante da manifestação também informou que houve alguma prisões.

“Não sabemos quantas pessoas ao certo foram presas, mas fomos informados que um grupo grande foi levado para a Delegacia de Venda Nova. Estamos com um grupo de advogados que vai para lá acompanhar essas prisões”, comentou.

Categorias: Ámérica do Sul
Tags: , ,

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.