Argentina é o país no mundo com mais horas dedicadas às redes sociais

24.12.2012 - Télam - Agencia Nacional de Noticias de la República Argentina

Argentina é o país no mundo com mais horas dedicadas às redes sociais

Os internautas argentinos são os que mais horas dedicam às redes sociais em nível global, com uma média de 9,8 horas por mês – em novembro -, segundo um estudo divulgado nesta semana.

O estudo difundido pela consultora comScore coloca a Argentina apenas por diante do Brasil, cujos internautas dedicam uma média de 9,7 horas por mês às redes sociais.

A análise apontou que os latinos -com uma média de 8,1 horas por visitante- gastam 56 por cento mais de seu tempo online em plataformas sociais do que a média global, com 5,2 horas por visitante.

Por isso não é estranho que entre os primeiros dez lugares apareçam outros três países da América Latina: Peru, Chile e México, nas posições 8, 9 e 10 respectivamente.

Com uma ampla margem, o Facebook continua sendo a rede social predileta na região, com uns 115,5 milhões de usuários durante novembro.

O estudo destaca que LinkedIn -com 35,3 milhões de visitantes- colocou-se no segundo lugar, graças à “aquisição da Slideshare em maio”, deixando o Twitter fora desse lugar, e o qual possui 24,1 milhões de usuários na região.

A rede social de perguntas e respostas Ask.fm “também causou sensação no último ano com uma taxa de crescimento maior a 5000%”, se garantindo o quinto lugar (um pouco abaixo da Orkut).

As outras redes com mais crescimento foram a Tumblr, que “cresceu 86%, atingindo mais de 11 milhões de visitantes” e a Pinterest, que conseguiu uma taxa de crescimento interanual de 2500 por cento.

“O panorama das redes sociais muda o tempo todo na América Latina, e enquanto o Facebook continua sendo um líder forte no mercado, existem vários novos jogadores notáveis”, acrescentou Fosk, Vice-presidente sênior da comScore na América Latina.

Categorias: Ámérica do Sul, Cultura e Mídia

Boletim diário

Indique o seu e-mail para subscrever o nosso serviço diário de notícias.


Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.