Somália entre a vida e a morte

19.09.2011 - Mogadiscio - Human Wrongs Watch

“As estatísticas podem ser desanimadoras, mas lembrem-se que os dados estatísticos representam filhos e filhas. As estatísticas se referem aos meninos e meninas, a cada um deles,” disse Anthony Lake, diretor executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância, enfatizando que a Somália vive um “desastre humano que está se transformando em uma catástrofe humana.”

“Além das dezenas de milhares de somalis que já morreram de inanição em consequência da seca, agravada pelo conflito interno e a pobreza, estima-se que 390.000 se encontram desnutridas. Cerca de 80% deles se encontram nas áreas mais afetadas, na região centro-sul do país, enfatizou um alto representante da ONU.

**Filhos e filhas correm risco de morte iminente**

“Em algumas áreas há índices recordes de subnutrição aguda… indício de que nessas áreas o número de crianças que corre risco de morte iminente chega a 140.000,” enfatizou Lake no dia 19 de agosto de 2011.

“A crise irá se agravar. Não haverá colheitas até o início do próximo ano e estima-se que elas não atingirão a média.”

**Leite e milho estão 200% mais caros**

Segundo a ONU, a alta dos preços de alimentos “exacerba a fome e ameaça cerca de 12,4 milhões de pessoas que vivem na região e que enfrentam grave escassez de alimentos e fome em algumas partes da Somália”.

De acordo com o relatório de agosto da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o monitoramento de preço dos alimentos aponta que a alta dos preços de cereais como sorgo e milho no Chifre da África é o resultado de uma combinação de fatores como seca, redução do período de colheitas no início deste ano e o alto preço dos combustíveis que afeta o custo dos transportes.

De acordo com o relatório da FAO, a crise de fome foi declarada em cinco regiões da região centro-sul da Somália, áreas em que os preços do sorgo e milho estão entre 150 a 200% maiores do que julho do ano passado.

No sul do país, onde algumas áreas já sofrem de uma epidemia de fome, o preço do leite em junho era duas vezes maior do que no mesmo período do ano anterior.

**Não apenas a seca; a morte também já estava instalada.**

Desta vez, a nova emergência na região da Somália, Djibouti, Etiópia e Quênia foi provocada pela grave seca que atinge o Chifre da África.

Entretanto, a seca só aumenta a condição humanitária já desesperadora.

Por exemplo, há mais de um ano, dos 9,5 milhões de habitantes, um total de 1,4 milhões de pessoas foram deslocadas no país, mais de 570.000 de refugiados na região e quase 3 milhões de pessoas já dependiam de ajuda humanitária, sem falar nos milhares de civis mortos e feridos.

Esta face do desastre humanitário, tragicamente comum a todos os países e áreas assoladas pela guerra, já estavam ali E ainda continua sendo ignorada.

**Matar pessoas é mais lucrativo do que salvá-las?**

Aparentemente, a morte de pessoas é mais interessante para os políticos e mais rentável para as economias de mercado do que salvar vidas. Deveria ser suficiente lembrar que o mundo gasta mais de 1,6 trilhões de dólares por ano em equipamentos bélicos.

Como forma de lembrete, é útil mencionar novamente as palavras que Andrew Wander da Al-Jazeera reportou no dia 19 de abril de 2010; “Luta, morte e destruição nas estradas da capital somali não são novidades, mas hoje os grupos de direitos humanos alertam que os civis estão sendo abastecidos por carregamentos de armas de muitos países que falam em querer trazer paz à Somália.”

Segundo o relatório de Wander, no ano passado, o governo americano embarcou cerca de 40 toneladas de armas e munições para o governo de transição, incluindo morteiros, para proporcionar maior apoio à posição tumultuosa diante dos grupos oposicionistas fortemente armados como Al-Shabaab e Hizbul Islam.

“Os Estados Unidos acreditam que os grupos armados que lutam para derrubar o governo têm vínculos com a Al-Qaeda e foram alertados de que eles assumiram o controle de grandes áreas do país” informou.

“Mas as forças do governo e as tropas da União Africana que eram incumbidos de dar-lhes apoio, usaram armas para cometer o que os grupos de direitos humanos consideram violação da lei de guerra”.

**Onde está o Conselho de Segurança da ONU?**

Com a atual crise da seca e a guerra civil na Somália central, 70% da população necessitam de assistência humanitária imediata.

Seis períodos consecutivos com índice pluviométrico abaixo da média e agora agravados pela seca, forçaram as pessoas não somente a passarem fome e a se deslocarem, como a dizimarem a criação de gado e muitos criadores foram obrigados a se reunirem em pequenas cidades e vilas em busca de assistência, enquanto 390.000 crianças sofrem de inanição.

Lembrem-se de que eles não são simples dados estatísticos–’eles são filhos e filhas’.

O Conselho de Segurança da ONU já provou sua eficiência e rapidez no lançamento de operações militares e guerras pela “liberdade”, veja a guerra no Afeganistão, no Iraque e as guerras contra o terrorismo, etc, e com ataques aéreos massivos na Líbia para acelerar a queda do sanguinário ditador Muammar Gaddafi.

Existe a possibilidade de que o Conselho de Segurança declare a “Guerra contra a Fome”? ou se encontra muito ocupado para garantir o petróleo e a “reconstrução” da Líbia – sem falar nos futuros acordos de armamentos? (Human Wrongs Watch)

Associado a:

[http://www.un.org/apps/news/printnews.asp?nid=39341](http://www.un.org/apps/news/printnews.asp?nid=39341)

[http://www.un.org/apps/news/story.asp?NewsID=39271](http://www.un.org/apps/news/story.asp?NewsID=39271)

Leia também:

– UN Security Council Or World Military Junta?:

[http://human-wrongs-watch.net/2011/03/15/test-2/](http://human-wrongs-watch.net/2011/03/15/test-2/)

– Record Highs In Food Prices In Hungry Djibouti, Ethiopia, Kenya And Somalia:

[http://human-wrongs-watch.net/2011/08/10/record-highs-in-food-prices-in-hungry-djibouti-ethiopia-kenya-and-somalia/](http://human-wrongs-watch.net/2011/08/10/record-highs-in-food-prices-in-hungry-djibouti-ethiopia-kenya-and-somalia/)

– ‘The Most Severe Food Crisis In The World And No One Is Helping’:

[http://human-wrongs-watch.net/2011/07/02/717/](http://human-wrongs-watch.net/2011/07/02/717/)

– That Big Business Called Libya!:

[http://human-wrongs-watch.net/2011/08/26/1909/](http://human-wrongs-watch.net/2011/08/26/1909/)

Categorias: Africa, Direitos Humanos, Internacional

Boletim diário

Digite seu endereço de e-mail para assinar o nosso serviço de notícias diárias.

O Princípio do fim das armas nucleares

2a Marcha Mundial da Paz e da Não-violência

Documentário 'RBUI, o nosso direito de viver'

Milagro Sala

Canale youtube

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

International Campaign to Abolish Nuclear Weapons

Arquivo

Except where otherwise note, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.